Regras e Pontuação no Jiu Jitsu

Abaixo as principais regras e pontuação para competições de Jiu Jitsu segundo a IBJJF

As lutas serão decididas por uma das seguintes formas

  • Desistência
  • Interrupção
  • Desclassificação
  • Perda dos sentidos
  • Contagem do placar
  • Decisão do árbitro
  • Sorteio

Desistência

Quando o atleta dá duas batidas com a palma da mão no adversário, no chão, ou em si próprio, de forma manifesta e visível.
Quando o atleta bate duas vezes com os pés no chão quando tem os braços presos pelo adversário.
Quando o atleta anuncia sua desistência verbalmente ao árbitro, pedindo ao mesmo que interrompa a luta.
Quando o atleta grita ou emite som que expressa dor ao ser vítima de um golpe encaixado.

Interrupção

Quando um dos atletas alega estar sentindo câimbras, este será declarado perdedor da luta.
Quando o árbitro percebe que um golpe encaixado pode expor o atleta a sérios danos físicos.
Quando o médico declara que um dos atletas não tem condições de continuar no combate.
Quando um atleta apresenta sangramento que não é possível ser estancado mesmo após os dois atendimentos médicos a que cada atleta tem direito, que devem ser solicitados segundo avaliação do árbitro.
Quando um dos atletas vomita ou perde o controle de suas necessidades fisiológicas, apresentando micção ou evacuação involuntária.

Desclassificação

Quando um ou os dois atletas cometerem faltas  o árbitro aplicará as punições previstas.
Perda dos sentidos:
O atleta será declarado perdedor da luta quando perder os sentidos por golpe legal aplicado pelo adversário ou por acidentes que não forem causados pelo adversário de forma ilegal.
Obs.: O atleta que perder os sentidos por trauma não poderá retornar a lutar na mesma competição e deverá ser encaminhado para atendimento médico

Contagem do placar

Será declarado vencedor da luta o atleta que tiver mais pontos que o adversário ao término do tempo regulamentar de combate ou em caso de interrupção do combate por contusão dos dois atletas.

O árbitro concederá pontos a cada atleta de acordo com o golpe aplicado como mostra a tabela abaixo.

04 pontos

03 pontos

02 pontos

Montada / Montada pelas costas / Pegada pelas costas Passagem de guarda Queda / Raspagem / Joelho na barriga

Vantagens: Quando houver empate no número de pontos, será declarado vencedor o atleta que tiver mais vantagens.
Punições: Quando houver empate no número de pontos e vantagens, será declarado vencedor o atleta que tiver menor número de punições.

Decisão do árbitro

Se ao término do combate, os atletas apresentarem o mesmo número de pontos, vantagens e punições, caberá ao árbitro ou aos árbitros, quando a luta tiver três árbitros, declararem o vencedor.
Para determinar o vencedor, o árbitro deve observar que atleta foi mais ofensivo durante a luta e chegou mais perto de conseguir posições passíveis de pontuação ou finalizações.

Sorteio

Caso os dois atletas se acidentem numa luta semifinal ou final de categoria, com a luta empatada no momento do acidente, e nenhum dos dois atletas tenha condição de continuar no combate, a mesma será decidida por sorteio.

Pontuação

Os pontos serão assinalados pelo árbitro central da luta sempre que o atleta estabilizar por 3 (três) segundos a posição conquistada.

Quando o movimento correto de defesa de um golpe de finalização acarretar na saída da área de luta, o árbitro asinalará 2 (dois) pontos para o atleta que estava aplicando a finalização

A luta deve seguir uma sequência crescente de domínio técnico em direção à finalização.
Por isso, o atleta que voluntariamente abandona uma posição pela qual recebeu pontos para repeti-la em busca de nova pontuação não terá os novos pontos assinalados.

O atleta que chegar a uma posição de pontuação mas que estiver sob o ataque de um golpe de finalização do adversário só terá os pontos assinalados quando se livrar do ataque e estabilizar a posição por 3 (três) segundos.

Caso o atleta chegue a posições de pontuação mas apenas se livre do golpe de finalização encaixado após não estar mais nessas posições, ele não receberá vantagem alguma por essas posições.

O atleta que estiver se defendendo de uma raspagem e projetar o adversário ao solo de costas ou de lado não recebera os dois pontos ou a vantagem referente à queda.

O atleta que projetar o adversário para se defender de uma pegada pelas costas onde o adversário tenha um ou os dois ganchos postos e não tenha um dos pés no solo não receberá os dois pontos ou a vantagem referentes à queda, mesmo após a estabilização da posição por 3 segundos.

O atleta que entrar em movimento de queda antes do adversário puxar para a guarda terá assinalados os dois pontos ou a vantagem referentes ao movimento, respeitando as regras de queda.

Quando o atleta tem uma pegada na calça do oponente e esse puxa para guarda aberta, o atleta que tinha a pegada na calça receberá dois pontos referentes à queda caso consiga estabilizar posição por cima na luta de chão por 3 (três) segundos.

Caso o oponente puxar para guarda fechada e ficar suspenso no ar, o atleta terá que colocar seu oponente com as costas no solo em até 3 (três) segundos, e a partir daí estabilizar sua posição por 3 (três) segundos para ter assinalados os pontos da queda.

O atleta poderá receber pontos cumulativos quando evoluir a movimentação através de diversas posições de pontuação no caso do domínio de três segundos da última posição de pontuação representar também o domínio das posições de pontuação anteriores alcançadas na sequência. Nesse caso, o árbitro contará apenas 3 (três) segundos de domínio ao final da sequência para assinalar os pontos. (Exemplo: Passagem seguida de montada valerá 7 (sete) pontos).

No caso da montada, quando houver transição direta da montada pela costas para a montada pela frente ou vice-versa, por serem posições distintas o atleta receberá quatro pontos pela primeira montada e mais quatro pontos pela montada seguinte sempre respeitando os três segundos de estabilização para cada posição.

Link para acessar o Livro de Regras de Jiu Jitsu da IBJJF

Confira também os Pesos e categorias do Jiu Jiutsu