10 dicas para evoluir seu Jiu Jitsu em 2014

Como todo inicio de ano muitas promessas são feitas e metas estabelecidas, para os praticantes da Arte Suave, muitas podem ter relação com o esporte. Então, listamos aqui 10 dicas para você dar um upgrade no seu treino em 2014.

1) Treinar mais
Sei que isso parece muito óbvio, mas é uma pergunta que deve ser feita. Cabem mais horas de treino na sua programação diária? Talvez possa treinar mais uma hora na parte da manhã antes de ir para o trabalho. Talvez consiga treinar mais uma hora à noite. Todos nós temos agendas preenchidas, mas a melhor maneira de evoluir é simplesmente treinar mais.

2) Procure uma referência
Sempre devemos seguir o treino passado na academia pelo mestre, mas na maioria das vezes, os professores ensinam técnicas que eles gostam e se adaptam. Estas técnicas podem ou não funcionar bem para seu tipo de jogo em particular. Assita o vídeo do último mundial de Jiu-Jitsu com atenção na sua categoria de peso. Provavelmente vai ver alguém que tem um tipo de jogo semelhante ao seu e que pode ter técnicas que se encaixam no seu jogo.

3) Procure outras fontes de informação
Talvez muitos já estejam sobrecarregados com a informação que recebem na academia, no entanto ao assistir a vídeos de posições, se tem a vantagem de escolher um determinado aspecto do teu jogo para trabalhar e melhorar. Sempre é possível aprender novas posições com os melhores do mundo e depois pô-las em prática na academia.

4) Atenção no gás
Todos nós cansamo-nos durante o treino. Uns antes e outros depois, mas num treino de alta intensidade todos uma hora irão cansar. Pode ser difícil encontrar tempo para treinar mais Jiu-Jitsu, mas é fácil encontrar 5 ou 10 minutos para trabalhar o cardiorrespiratório. Não tem que ser uma corrida de 8 kms. Correr por 10-15 minutos já é alguma coisa. Será sempre uma pequena ajuda.

5) Se alimentar corretamente
Quase todos nós damos uma exagerada, nas festas de fim de ano. Agora é hora de se concentrar e se organizar para comer melhor em 2014. Ao melhorar a sua dieta, terá mais força, mais resistência e saúde para treinar duro durante todo o ano.

6) Trabalhos de força
Muitos não tem tempo de ir para academia malhar, preferem gastar esse tempo treinando Jiu-Jitsu. No entanto com apenas alguns alteres podemos fazer um treino funcional pela manhã, gastando não mais de 20 minutos.

7) Treinar com e sem kimono
Mesmo se não gostar muito de um ou de outro, a variação é sempre bem vinda. Apesar de muito semelhantes eles ensinam técnicas diferentes. Treinos de kimono envolvem muita técnica, movimento metódico e fugas precisas. O sem kimono vai te ajudar a usar mais o peso do corpo e os movimentos explosivos, são necessárias tomadas de decisão mais rápidas. Um sempre vai colaborar com o outro.

8) Trabalhar os pontos fracos
Todos nós temos uma preferência natural para determinadas técnicas. Para melhorarmos nesse sentido o ideal é começar escrevendo uma lista dos movimentos que temos mais dificuldade. Dedicando uma semana para trabalhar essas técnicas. Se você tem dificuldade na saída da montada, por exemplo, durante o treino deixe o seu oponente chegar nessa posição, assim pode trabalhar essa defesa. Sempre sem a preocupação em ser finalizado, pois é aí que se começa a aprender!

9) Prática, prática, prática
Não se aprende Jiu Jitsu apenas observando, apesar da teoria ser algo fundamental a repetição dos movimentos é que leva a perfeição. Então não seja aquele cara que faz a posição “meia boca” ou faz um ou duas vezes e para. Faça da melhor forma possível e durante todo o tempo que o professor destinar a execução do movimento.

10) Competir
É  a hora de por em prática tudo que aprendeu. Independente da faixa ou idade a adrenalina de um campeonato é algo que todo praticamente de Jiu jitsu deve experimentar. Depois da inscrição, vai começar a sentir a pressão à medida que o campeonato se aproxima. Isso vai fazer com que treine mais, com mais frequência e mais focado. Ganhando ou perdendo você sempre irá aprender muito.

Comentários

Comentários